Tramita no Congresso Nacional do PL nº 3661/2012, que dispõe sobre o exercício das profissões de técnico e tecnólogo em Radiologia e de bacharel em Ciências Radiológicas. Esse projeto, na forma em que está, impedirá que os cirurgiões-dentistas  façam tomadas radiográficas. A Federação Interestadual dos Odontologistas (FIO) e seus sindicatos filiados utilizarão de todos os meios disponíveis para garantir os interesses e direitos dos cirurgiões-dentistas, previstos na Lei 5081/1966, que regulamentou o exercício da odontologia.

Querem irresponsavelmente “desconsiderar” o que prevê o inciso VII, do artigo 6º da Lei 5081 de 1966 (manter, anexo ao consultório aparelhos de Raios X, para diagnóstico), ignorando o interesse público e os benefícios ao paciente, pois quando o cirurgião dentista necessitar de uma tomada radiográfica de forma a:

- complementar o diagnóstico,

- garantir uma maior segurança em um procedimento durante sua execução,

- complementar e avaliar um procedimento finalizado e etc, não poderá realizá-lo, colocando em segundo plano a saúde do paciente e o exercício da odontologia previsto em lei, desde 1966.

Como resultado de tudo isso teremos ainda:

- uma elevação nos custos dos consultórios odontológicos, que terão que serem repassados aos pacientes;

- os pacientes serão expostos a processos de trabalho mais burocráticos e de eficiência questionável.

Vamos lutar arduamente na defesa do direito dos cirurgiões dentistas exercerem a sua profissão, de maneira plena e justa, visando o melhor para o paciente, pois dedicamos décadas para alcançarmos o conhecido nível de excelência da nossa odontologia.

Eduardo Gomide – Cirurgião Dentista
Vice-pres. da Federação Interestadual dos Odontologistas (FIO)
Pres. da Comissão de Assuntos Parlamentares da FIO
Pres. do SOMGE

Brasília-DF, 22 de setembro de 2017.

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Quem está online

Temos 47 visitantes online